Virbac Portugal

Doenças

Pontuação 0 (0 Avaliação)

Problemas urinários

Que alimento devo dar ao meu gato?


Distúrbios que requerem manutenção

2 a 8%* dos gatos que vão à clínica veterinária são vítimas de distúrbios urinários. Muitas vezes recorrentes e algumas vezes graves, estes distúrbios, descritos como desordens do tracto urinário inferior, requerem cuidados médicos complementados com uma gestão alimentar apropriada.

A saúde urinária do seu gato é frágil: esta espécie está predisposta a diferentes doenças e especialmente, à formação de cálculos urinários (ou urolitíase). Estes cálculos, à medida que aumentam de tamanho, podem obstruir a uretra (o canal através do qual a urina sai da bexiga) e interfere com, ou mesmo impede, a evacuação da urina. Os felinos estão também sujeitos ao aparecimento de cistites, ditas idiopáticas, pois não se conhece a sua causa.

Dificuldade em urinar, micção dolorosa, prostração e perda de apetite, presença de sangue na urina, urina turva, são sinais de alerta.


Uma origem com multifactores

Os cálculos e as cistites são dois dos principais componentes do complexo do tracto urinário inferior, um termo utilizado para descrever todas as desordens que afectam a bexiga e a uretra.

A origem destas síndromes é, muitas vezes, multifactorial e pode envolver uma dimensão comportamental. Gatos machos, esterilizados, com excesso de peso, sedentários, seniores ou stressados estão predispostos.

Para limitar o risco de recorrência, a alimentação deve ser adaptada. Uma certeza é a incidência do factor alimentação, tanto na origem destas doenças como na sua gestão. Após o tratamento médico do episódio de crise, será necessário dar um alimento adequado ao seu animal.

Algo que possa ajudar a reduzir a concentração da urina é benéfica para a saúde urinária. O médico veterinário possivelmente aconselhará a transição para um alimento que promova a ingestão de água.


Alimentos terapêuticos

Alguns alimentos terapêuticos, tais como as três referências da gama Veterinary HPM da Virbac – U1, U2 e U3 – foram formulados especificamente para prevenir a formação de certos cristais na bexiga do gato.

Cat eating from bowlO seu teor de proteína foi estudado e os ácidos gordos essenciais, minerais e fibras foram medidos com precisão.

As necessidades proteicas dos gatos aumentam realmente durante os distúrbios urinários e um elevado teor de proteína tem a vantagem de estimular a ingestão de bebida e acidificar naturalmente a urina, o que contribui para prevenir o aparecimento de cálculos urinários.

 

 

* Hill PB et al. Survey of the prevalence, diagnosis and treatment of dermatological conditions in small animals in general practice. Vet Rec. 2006

Avalie este conteúdo: 5 4 3 2 1