Virbac Portugal

Doenças

Pontuação 0 (0 Avaliação)

Raiva, parvovirose, leucose, as doenças infecciosas no cão e no gato

Porquê vacinar o seu animal?

As doenças graves

Raiva, parvovirose canina e leucose felina são três doenças infecciosas e contagiosas particularmente graves. Para as prevenir, a vacinação é eficaz.

Os nossos cães e gatos está sujeitos a diversas doenças infeciosas, as quais algumas fatais. É por exemplo o caso da raiva, que continua a fazer mais de 50.000 mortos anualmente no mundo, mas também de doenças mais frequentes no nosso país como a parvovirose canina ou a leucose felina.

Todas as três são doenças virais contra as quais existem vacinas eficazes.


Tratamento reduzido ou inexistente

  • A raiva afecta o sistema nervoso e é sistematicamente fatal logo após o surgimento dos sintomas.
     
  • A parvovirose canina provoca problemas digestivos muito graves e pode ser letal em apenas uma semana.
     
  • A leucose felina afecta o sistema imunitário e favorece o desenvolvimento de numerosas doenças. Cerca de 85% dos gatos afectados morrem em 3 anos e meio.
    A gravidade destas afecções, a inexistência de um tratamento realmente eficaz para a maioria e a sua grande contagiosidade (pela saliva, fezes, secreções nasais, etc, dependendo dos vírus) impõem medidas de prevenção adequadas. A melhor forma de prevenir o aparecimento destas doenças infeciosas é a vacinação.

É importante não esquecer que a vacinação antirrábica é obrigatória em Portugal.


Protocolo adequado

Para ser eficaz, a vacinação precisa de respeitar um protocolo preciso com (geralmente) revacinações anuais ou mesmo com menor periodicidade, pois certas vacinas induzem uma resposta imunitária que se mantém durante muitos anos. Será o seu médico veterinário que estabelecerá o calendário vacinal adequado ao seu animal.


Sabia?

Após a vacinação, os efeitos indesejáveis reportados são, na sua maioria, benignos e transitórios (os mais frequentes são uma ligeira prostração ou uma reacção no local da injecção). O risco do seu animal apresentar uma reacção vacinal não é mais do que 0,38%*. Por outro lado, quando o animal é contaminado pelo vírus, o risco dele ficar doente é de quase 100%.

 

* de acordo com o estudo americano Moore GE et coll. Adverse events diagnosed within three days of vaccine administration in dogs. J Am Vet Med Assoc. 2005; 227: 1102-8.11. Moore GE et coll

Avalie este conteúdo: 5 4 3 2 1