Virbac Portugal

Doenças

Pontuação 0 (0 Avaliação)

Hipertiroidismo

Como identificar e gerir o hipertiroidismo no gato?

E sim, o seu gato também pode sofrer de problemas na tiróide!

A tiróide é uma glândula que se situa ao nível do pescoço ao longo da traqueia. Esta glândula é responsável pela produção de hormonas das quais a tiroxina. Quando esta glândula não funciona correctamente, fala-se de endocrinopatia!

Tal como no Homem, os cães e os gatos podem sofrer de uma disfunção desta glândula. Enquanto o cão sofre mais de hipotireoidismo, o gato é mais propenso a sofrer de hipertiroidismo.


O mecanismo do hipertiroidismo

A tiróide produz a tiroxina. Esta hormona intervém na regulação do metabolismo do organismo. Tem essencialmente uma acção estimulante: estimula o apetite, a actividade física aumenta, a tensão arterial, a temperatura corporal, a assimilação de energia, etc…

Os gatos podem sofrer de um aumento do tamanho da tiróide e de uma produção muito significativa da hormona segregada, a tiroxina. Quando a glândula aumenta, ela produz mais hormonas. Esta hiperprodução de tiroxina resulta num aumento de apetite, emagrecimento, hipertensão arterial, hiperactividade, etc…

A idade média do diagnóstico é aproximadamente os 12 anos.


Sintomas do hipertiroidismo

O hipertiroidismo afecta sobretudo os gatos de idade avançada. O gato emagrece apesar de comer muito. O seu comportamento pode mudar, torna-se mais susceptível, mia frequentemente e tem dificuldade em manter-se calmo. Por vezes, poderá constatar que o seu gato se torna agressivo. O pêlo torna-se baço e áspero.

Em certos gatos, pode-se verificar um aumento da ingestão de água acompanhado de um aumento do volume urinário (falamos de poliúria-polidipsia). Podem igualmente ocorrer distúrbios digestivos com diarreias e vómitos.

Na palpação, poderá sentir a glândula tiróide muito aumentada ao nível da garganta, sob o queixo do seu gato.

Se constatou muitos destes sintomas no seu gato com mais de 10 anos, aconselhamos que consulte o seu médico veterinário para confirmar o diagnóstico.


Gestão do hipertiroidismo

Poderão ser necessário realizar diferentes análises na clínica ou no laboratório, por vezes mesmo intercaladas. Esta será a oportunidade de fazer uma revisão completa para naturalmente explorar a tiróide mas também outros órgãos, como por exemplo os rins, o fígado, o coração.

O tratamento do hipertiroidismo é multimodal. Só o seu médico veterinário tem condições de aconselhar o que é possível fazer caso-a-caso, especificamente para o seu gato.

O tratamento pode ser médico através da administração diária de medicamentos anti tiroideus, com radioterapia ou cirúrgico para retirar a glândula ou parte da glândula. A associação de vários tipos de tratamento é, por vezes, necessária.

Se forem diagnosticadas outras doenças durante o exame médico, estas deverão igualmente ser tidas em consideração.


Esperança de vida do hipertiroidismo

Será preciso ter muita paciência para conseguir dar os medicamentos ao seu gato. Nem sempre é muito fácil mas verá rapidamente melhorias no seu estado de saúde.

A esperança de vida do seu gato não será realmente afectada por esta doença. Esta doença surge frequentemente em gatos com mais de 10 ou 15 anos. Dependendo da idade em que é feito o diagnóstico, o seu gato pode ainda viver mais 2 anos.

Uma alimentação específica poderá igualmente ser-lhe recomendada. E, em qualquer caso, uma alimentação de alta qualidade será sempre benéfica.

Cat eating from bowl

Avalie este conteúdo: 5 4 3 2 1