Virbac Portugal

Doenças

Pontuação 0 (0 Avaliação)

Otite no cão

Sintomas e cuidados

Características das otites em cães

A otite é uma inflamação do canal auditivo (habitualmente externa) do cão. Dolorosa, pode também complicar-se quando atinge as estruturas mais internas da orelha. O seu tratamento deve, por isso, ser rigoroso.

A otite é um problema dermatológico frequente no cão. Na verdade, a otite no cão é um problema dermatológico porque não existe otorrinolaringologia para os animais.

Geralmente, fala-se de otites externas que dizem respeito ao seu canal auditivo externo. Existem também otites médias e internas que afectam as estruturas mais profundas da orelha e são mais graves.

O ponto de partida da otite é a acumulação de cera, o fenómeno natural de autolimpeza da orelha quando afectado por causas diversas (corpo estranho, parasitas, alergias,…). Esta acumulação conduz a uma inflamação seguida por, em certos casos, por uma infecção secundária associada à acção de fungos ou bactérias.

Devemos estar atentos a otites crónicas. Sem tratamento, a situação corre o risco de se agravar e quando a otite se torna crónica e se repete 2 a 3 vezes por ano, torna-se muito mais complicada de se gerir.


Alguns conselhos práticos

Se nem sempre é indicado, a limpeza regular das orelhas é importante se o seu cão pertencer a raças com predisposição para otites. A limpeza visa eliminar o que possa obstruir o canal auditivo e provocar uma inflamação. Tem portanto um papel preventivo mas é igualmente útil quando se instala uma otite: é uma etapa preliminar para que os produtos de tratamento (antibióticos, antifúngicos e/ou anti-inflamatórios) prescritos pelo seu médico veterinário possam de seguida actuar eficazmente.

A limpeza faz-se com um produto veterinário adequado e de acordo com os conselhos do seu veterinário.


Raças de cães mais sensíveis

Existem inúmeros factores predisponentes das otites e a configuração das orelhas é um dos principais. Os cães com orelhas caídas como os beagles, cockers, epagneuls correm mais riscos pois sendo menor o arejamento do duto auditivo, há um risco acrescido de maceração. Os labradores, sharpei, buldogues são igualmente raças predispostas a otites.

Avalie este conteúdo: 5 4 3 2 1