Virbac Portugal

Doenças

Pontuação 0 (0 Avaliação)

Antibióticos nos bovinos

Como utilizá-los correctamente?


Utilização racional dos antibióticos

Prescritos ao homem e ao animal, os antibióticos fazem parte do arsenal clássico da luta contra as infecções bacterianas. Contudo, a sua utilização não deve ser banalizada e as recomendações actuais vão no sentido de uma utilização racional. Uma melhor compreensão das medidas que regem a prescrição de antibióticos requer um bom conhecimento de seu modo de ação.


O que é um antibiótico?

Um antibiótico (do grego anti: contra, e biôtikos: referente à vida) é uma substância química, que tem uma acção específica contra um processo vital dos microrganismos. Agem contra as bactérias ou os protozoários, mas não contra os vírus.

Um antibiótico diz-se bactericida quando mata os microrganismos, e bacteriostático quando impede a sua proliferação.

O primeiro antibiótico a ser isolado foi a penicilina, substância natural produzida por uma levedura do género Penicillum. Actualmente, dispomos simultaneamente de antibióticos naturais obtidos a partir de microrganismos (leveduras ou bactérias) que se produzem espontaneamente, de antibióticos obtidos por semi-síntese, ou seja, modificando uma parte de uma molécula natural, e de antibióticos obtidos por síntese química completa.


Como funciona um antibiótico?

Os antibióticos actuam sobre os microrganismos bloqueando, de forma selectiva, uma etapa de um mecanismo essencial à sua sobrevivência ou à sua multiplicação. Este mecanismo é geralmente específico das bactérias-alvo, o que explica que o antibiótico não actue sobre as células do paciente tratado. Os antibióticos são classificados em diferentes famílias de acordo com a sua estrutura e o seu modo de acção.


Como escolher um antibiótico?

A escolha de um antibiótico depende de diversos factores. O primeiro é, naturalmente, o espectro de acção do antibiótico, que corresponde às bactérias sensíveis à sua acção. O segundo factor é a sua difusão, ou seja, a sua capacidade de chegar ao local da infecção em quantidade suficiente, o que condicionará o sucesso do tratamento.

Um tratamento antibiótico nunca é inócuo: por conseguinte, é sempre realizado mediante prescrição do médico veterinário de animais de produção. Esta prescrição poderá ser emitida no seguimento de uma consulta a um ou mais animais doentes aquando dos casos mais graves ou complexos. O tratamento pode igualmente ser prescrito na sequência de um exame sanitário anual à exploração, realizado pelo veterinário assistente. Durante este exame, os problemas e as patologias existentes na exploração são analisados entre o produtor e o médico veterinário. Isto permitirá implementar métodos de prevenção mas também determinar quais os tratamentos necessários. Efectivamente, estas patologias e as bactérias que lhes dão origem são geralmente muito conhecidas, o que permite mais facilmente escolher o tratamento antibiótico inicial mais adequado à situação.

Em caso de falha ou de suspeita de alguma patologia específica, o médico veterinário poderá auxiliar-se de um antibiograma para escolher o tratamento antibiótico mais adequado. O antibiograma é um exame que consiste na cultura de uma amostra e assim identificar com precisão a(as) bactéria(s) em causa, testando depois a sensibilidade dessas bactérias aos diferentes antibióticos disponíveis.

Avalie este conteúdo: 5 4 3 2 1