Virbac Portugal

Doenças

Pontuação 0 (0 Avaliação)

Doenças da próstata no cão

Sintomas e diagnóstico

O que significa “hiperplasia benigna da próstata” (HBP)?

Tal como o homem, o cão macho possui uma glândula genital acessória chamada próstata que intervém na função reprodutiva. Em determinadas situações, esta glândula pode aumentar e provocar diversos problemas. É a hiperplasia benigna da próstata ou HBP.

A próstata é uma glândula secretora que produz a maior parte do líquido emitido pelo cão macho durante a ejaculação. O tamanho da próstata é determinado por uma hormona masculina, a testosterona.

Sob o efeito da idade ou de problemas hormonais, esta glândula, composta por 2 lóbulos, pode aumentar anormalmente. O aumento do tamanho da glândula prostática está associado à multiplicação do número e aumento do tamanho das células prostáticas.

Localizada abaixo do recto, uma próstata volumosa exercerá compressão nos órgãos adjacentes o que poderá traduzir-se em diferentes sinais clínicos: obstipação, dificuldade em defecar e/ou urinar, sinais locomotores como claudicação ou rigidez dos membros posteriores, sangramento quando o cão urina…

A HBP é igualmente acompanhada de uma redução na fertilidade.


A importância do diagnóstico

A HBP é particularmente frequente na espécie canina dado que 80% dos cães machos com mais de 6 anos são afectados mesmo se os sintomas nem sempre surjam imediatamente. Contrariamente ao homem cujas afecções prostáticas são frequentemente de origem tumoral, não é o caso do cão mesmo tal sendo possível. Na HBP, “benigna” significa, na verdade, não tumoral. No entanto, os sintomas podem ser muito incómodos para o seu cão e necessitar de intervenção médica.

Além da HBP, o seu cão macho pode igualmente estar sujeito a outras afecções prostáticas, mais ou menos graves (prostatite, tumor…). Qualquer suspeita deverá, portanto, motivar uma consulta veterinária.

Existem métodos de diagnóstico (toque rectal, análise sanguínea) e, em função dos casos, o seu médico veterinário poderá realizar diversos exames complementares para obter um diagnóstico mais preciso (imagiologia, punção, …).

A gestão da HBP baseia-se no tratamento médico da HBP ou uma castração, química ou cirúrgica. Aconselhe-se com o seu médico veterinário.

Avalie este conteúdo: 5 4 3 2 1